Chove nos campos de Cachoeira foi o primeiro romance escrito por Dalcídio Jurandir e mais tarde se tornou o primeiro volume da série chamada Extremo-Norte. Nele se inicia a saga de Alfredo, personagem principal, ribeirinho de Cachoeira do Arari (Pará), em busca de estudo e uma vida melhor na cidade grande.

Concluída a primeira versão em 1929, foram necessários 12 anos até que o livro fosse publicado. Considerado um marco da literatura de seu tempo, em especial modernista, sua publicação veio por meio do Prêmio Vecchi - Dom Casmurro, em júri composto por autores renomados como Jorge Amado e Rachel de Queiroz.

 

Esta é a oitava edição do livro, baseada nas duas edições publicadas em vida (1941 e 1976) e conta com prefácio de Edilson Pantoja, ilustrações de Mael Anhangá, fotografia de capa de Armando Teixeira, revisão de André Fellipe Fernandes e diagramação de Girotto Brito.

 

Trecho do livro:

 

"A chuva cresceu sobre Cachoeira. Ângela correu debaixo da chuva e, na janela, Lucíola, já melhor, se esquece de que a chuva lhe faz mal. Com as chuvas, Salu lê os seus romances com mais gosto e não vem contá-los para Dadá. Os campos enchem. O chalé para Alfredo fica mais distante do colégio, do mundo, de si próprio. Os que vivem no chalé separaram-se, desconheceram-se. Não há mais conversa de Carlos Gomes, nem Bibiano, nem as risadas de João. Nem a calma de D. Amélia. Na saleta, Eutanázio parece ver entrar o caixão que o velho Abade já fez. As águas invadem os campos. O chalé é agora uma ilha."

Chove nos campos de Cachoeira, de Dalcídio Jurandir

R$ 44,90Preço
  • ESPECIFICAÇÕES

    Gênero: Romance

    Páginas: 364

    Formato: 14,8cm x 21cm

    Miolo em papel Pólen Soft 80g/m²

    Capa com laminação fosca e verniz localizado

    ISBN: 978-85-93600-19-7