Contos Amazônicos (1893), de duas formas, fala sobre a história do Brasil – a primeira forma é através do olhar naturalista e descritivo de Inglês de Sousa, testemunha de uma época de turbulências sociais, políticas e religiosas: guerra do Paraguai, a revolta da Cabanagem, os assuntos relacionados à escravidão, as questões emancipatórias do estado República e os alicerces abalados do catolicismo; a outra forma é através das lendas e mitos que estão no decorrer da obra e explicam a formação e o jeito de se relacionar do povo ribeirinho do Pará, na região amazônica. Paisagens exóticas e cheias de coloridos contornam nossa imaginação sobre a forma de vida do povo nortista da época descrita. Conhecemos a realidade de vida de tapuios, índios, caboclos e os cabanos – gente marginalizada e a mercê do progresso advindo do cientificismo positivista dos centros urbanos. Esta é a última obra escrita por esse autor paraense, natural da cidade de Óbidos, que tem nos problemas humanos da Amazônia sua preocupação central. Em nove contos seriados, temos neste trabalho um documento fiel da língua do Pará, seus modismos, vocabulários e os costumes típicos da região.

Contos Amazônicos, de Inglês de Sousa

R$ 49,90Preço
  • ESPECIFICAÇÕES

    Gênero: Contos

    Páginas: 160

    Formato: 14 x 21 cm

    Acabamento: Brochura

    Editora: Valer